Funai, Sesai e governo se calam diante da prisão do coordenador do DESAI de São Félix do Araguaia por Karajás

Os representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) no Vale do Araguaia, assessoria de comunicação e nem mesmo no site do órgão tem nada falando da prisão pelos índios Karajás do coordenador do Distrito Especial de Saúde Indígena (DSEI), Milton Martins de Souza.   

O mesmo acontece no site da Secretaria Especial da Saúde Indígena (SESAI) vinculada ao Ministério da Saúde, não tem nenhuma nota do ocorrido, e nenhuma manifestação do fato do coordenador estar refém dos índios.

Os indígenas cobram melhoria na saúde, e só vão soltar o coordenador do DESAI com a presença do Secretário da SESAI, Antônio Alves de Sousa. Eles alegam que há descaso por parte do governo federal através da referida secretaria, eles afirmam que os postos de saúde estão caindo os pedaços e os índios estão morrendo.

A atitude drástica dos índios foi manchete em todo o Estado de Mato Grosso, mas ainda não atingiu a mídia nacional, e os órgãos se mantêm calados, devido à campanha da presidente Dilma Rousseff.

Enquanto isso o coordenador continuará preso, e os índios sem saúde, com falta de qualidade de saúde, e procuram os seus direitos através da prisão do servidor público.

Indígenas de São Félix fazem coordenador de saúde de refém e exigem presença de secretário Nacional (Vídeo) 

O clima entre os indígenas estava tenso em São Félix do Araguaia, na manhã de ontem (09-10) lideranças da comunidade indígena Karajás da Ilha do Bananal levaram o coordenador do Distrito Especial de Saúde Indígena do Araguaia (DSEI), Milton Martins de Sousa refém para aldeia Santa Isabel e exigem a presença do Secretário Antônio Alves de Souza, da Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde (SESAI).

Os indígenas cobram principalmente o descaso com a saúde dos povos indígenas da região, eles dizem que falta atendimento e assistência de saúde nas aldeias. Eles levaram o coordenador após a SESAI não ter atendido as reivindicações dos índios.

“Estão brincando com a saúde do povo indígena, fingindo cuidar dos mesmos. Em que realmente a secretária de saúde indígena. Queremos respeito, queremos que o recurso público investido na saúde indígena seja realmente de fato concretizado. Estamos cansados de enganação, de utopia, queremos ação, trabalho e acima de tudo respeito com nosso povo indígena de todo o país”, finalizou Samuel Karajá, uma das lideranças presente no DSEI de São Félix na manhã de ontem, de onde levaram o coordenador.

Eles disseram que vão tratar bem o coordenador, porém só será solto após a presença do secretário Antônio Alves, e houver compromisso de atendimentos para as reivindicações dos povos indígenas Karajá.

Estiveram presentes as lideranças das aldeias Fontoura e Santa Isabel: Cacique Habuydia, Clhy Mairu, Waixa Karajá, Teowore Karajá, Cacique Sansão Karajá e Ximké Karajá, os índios gravaram um vídeo e postaram no YouTube do momento em que levaram o coordenador do órgão em São Félix do Araguaia.

Com Informações O Repórter do Araguaia

PUBLICADO EM: AGÊNCIA DE NOTÍCIA      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*