Câmara dos Deputados – Audiência debate portaria da Funai que teria extrapolado seu objetivo

A Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia faz audiência pública na quarta-feira (27), às 11 horas, para pedir esclarecimentos sobre a Instrução Normativa 1/2012, da Funai. 

 O deputado Nilson Leitão (PSDB/MT), que pediu a audiência, considera que a instrução da Funai, que “visa regular o disposto na Portaria Interministerial 419/2011”, extrapolou seu objetivo, que “deve limitar-se à regulamentação, dentro do âmbito da Funai, da atuação da Fundação em processos de licenciamento ambiental de atividades e empreendimentos que afetem terras indígenas”.

O deputado cita como exemplos que a Instrução Normativa não pode “estabelecer prazos para o processo de licenciamento, definir hipóteses de suspensão do processo, ou impor, de forma vinculante, seus pareceres ao órgão licenciador, e isso aconteceu. Como exemplo citamos os §3º do art. 18 e §3º do art. 24, que preveem a possibilidade de reprovação de estudos relacionados ao contingente indígena no âmbito do EIA [estudo de impacto ambiental] e do PBA [plano básico ambiental] pela Funai, com solicitação de reformulação dos mesmos”.

O plano básico ambiental detalha os programas necessários para controlar os efeitos que tenham sido identificados no estudo de impacto ambiental feito em um empreendimento aprovado – no caso da Funai, que afete populações indígenas.

Nilson Leitão garante que “a Portaria 419/2011 não prevê essa atribuição de aprovação ou reprovação propriamente dita dos estudos à Funai, determinando que a fundação deverá manifestar-se sobre referidos estudos dentro do prazo previsto, cabendo ao órgão licenciador aprová-lo ou reprová-lo, determinando sua reformulação, quando for o caso”. Dessa forma, finaliza ele, “acreditamos que neste item a Instrução tenha extrapolado sua função de regulação da Portaria – e este é apenas um exemplo entre tantos outros”.

Participantes

Foram convidados para a audiência:

– a presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Maria Augusta Boulitreau Assirati;

– o coordenador da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Luís Carlos Heinze;

– a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu; e

– o presidente da Associação Brasileira de Companhias de Energia Elétrica, Carlos Ribeiro.
 

FONTE  :    ‘Agência Câmara Notícias

Cancelada audiência para debater ato administrativo da Funai

Foi cancelada a audiência pública que a Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia faria nesta quarta-feira (27) sobre a Instrução Normativa 1/2012, da Fundação Nacional do Índio (Funai). A instrução regulamenta o licenciamento ambiental em terras indígenas.

Uma nova data ainda será definida.

Da Redação – JJ

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.