MPF visita aldeia indígena que sofreu violência na época da ditatura. Procuradores também se reúnem com Comitê da Verdade do Estado do Amazonas

A procuradora da República e coordenadora do grupo de trabalho (GT) Violação dos Povos Indígenas e Regime Militar da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão (Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais) do Ministério Público Federal, Maria Capucci, e o procurador da República no Amazonas (PR/AM) e membro do GT, Julio José Araujo Junior, visitaram, no último dia 25 de julho, a comunidade indígena Waimiri-Atroari, localizada no Amazonas.

A aldeia sofreu violência por tentar impedir a construção da rodovia BR-174, que passava por seu território, na época do regime militar. A BR-174 interliga o estado de Roraima ao Amazonas e começou a ser construída nos anos 60. Os relatos são de que cerca de dois mil indígenas da etnia Waimiri-Atroari foram mortos entre 1972 e 1975.

A procuradora também se reuniu com o Comitê da Verdade do Estado do Amazonas para obter informações sobre pessoas que estiveram à frente da construção da BR-174, e também em busca de documentos que tratem do caso.
 

FONTE : Secretaria de Comunicação Social / Procuradoria Geral da República – http://noticias.pgr.mpf.mp.br/noticias/noticias-do-site/copy_of_indios-e-minorias/mpf-visita-aldeia-indigena-que-sofreu-violencia-na-epoca-da-ditatura

VER MAIS EM : http://www.waimiriatroari.org.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.