Suruwaha – Channel 7 da Austrália é censurado por programa ‘racista’

 

Paul Raffaele afirmou que uma menina Suruwaha recusou apertar-lhe a mão, porque ela queria matá-lo. Na verdade, ele usava tanto protetor solar, que os Suruwaha acreditavam que ele tinha uma doença de pele. © Channel 7

O canal de televisão, Channel 7, da Austrália, foi declarado culpado pelo regulador da imprensa por sérias violações do código de comunicação, após ter exibido uma emissão tão extrema, que foi classificada como um ‘Show de Horrores na TV’ pela Survival International.

O programa classificou a tribo brasileira dos Suruwaha como assassinos de crianças; relíquias da ‘Idade da Pedra’; e ‘alguns dos piores violadores dos direitos humanos no mundo’.

A Survival reclamou ao regulador australiano ACMA, depois que o Channel 7 recusou-se a publicar uma correção à emissão, que foi ao ar no programa Sunday Night.

Em um julgamento histórico, a ACMA declarou que o Channel 7 é culpado pela quebra da sua cláusula de racismo – ‘provocar um intenso desgosto, sério desprezo ou severo ridículo de uma pessoa ou um grupo’. Acredita-se que isto é a primeira vez em que uma emissora foi declarada culpada por esta ofensa séria sob o código de televisão de 2010. A ACMA também declarou que o Channel 7 é culpado por emitir material impreciso.

 
Programa ‘racista’ de Channel 7 sobre infanticídio   Extratos do programa: visitar os Suruwaha é “literalmente viajar 10.000 anos atrás no tempo”; “ameaças de morte”; “tribos perdidas encorajam a matança de crianças desabilitadas”.

O diretor da Survival International, Stephen Corry, disse hoje, ‘Essa foi uma das piores matérias sobre povos indígenas contemporâneos que já vimos. Fantasiaram-nos como monstros cruéis e inumanos, no mesmo desprezo colonialista do século XIX que os considerava como ‘selvagens primitivos’.

‘O que piora ainda mais essa situação, é que os Suruwaha têm sido atacados por missionários fundamentalistas há anos; eles estão liderando uma campanha que os calunia como assassinos de crianças. Os missionários estão por trás de um projeto de lei que os permitiria remover crianças indígenas de suas comunidades, algo com ecos horripilantes do escândalo das Gerações Roubadas.

‘A equipe do Channel 7 disse aos Suruwaha que lhes permitiria mostrar o seu lado da história – contudo, acabaram produzindo uma das definições mais grotescas e distorcidas de um povo indígena que podemos nos lembrar. O programa, inclusive, promoveu abertamente uma arrecadação de recursos para os missionários em seu website. Nós esperamos que esta decisão signifique que veremos menos lixo como esse na televisão no futuro.’

O Channel 7 está buscando uma revisão judicial na Corte Federal da Austrália.

VER NOTÍCIA COMPLETA EM : http://www.survivalinternational.org/ultimas-noticias/8689

NOTA DA ECOAMAZÕNIA – Os Suruwaha, também conhecidos como Suruwahá ou Zuruahã, habitam a região do médio Rio Purus, no Amazonas. Foram localizados por missionários da Prelazia de Lábrea/AM, na década de 1970.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*