RR – Organizações indígenas preparam grande mobilização para 9 de agosto

As Organizações Indígenas de Roraima anunciaram a realização da I Marcha Internacional dos Povos Indígenas, no dia 9 de agosto, em Boa Vista. Conforme o coordenador-geral do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Mário Nicácio Wapichana, será uma grande mobilização para comemorar o Dia Internacional dos Povos Indígenas e protestar contra violações dos Direitos Indígenas por meio da publicação das portarias 303 e 308 da Advocacia-Geral da União (AGU).Segundo ele, essas portarias representam violações aos direitos indigenas, uma vez que visam acabar com direitos conquistados e garantidos na Constituição Federal, por meio das 19 condicionantes do Supremo Tribunal Federal sobre a Terra Indígena Raposa Serra do Sol, que está sendo contestada judicialmente e não podem se aplicadas até que o caso seja julgado.

O CIR começou a convocar comunidades e etno-regiões, tuxauas, coordenadores regionais, professores, agentes indígenas de saúde, estudantes, acadêmicos, pajés, parteiras, conselheiros, representantes de mulheres, diretores de escolas e profissionais indígenas para que venham para Boa Vista participar do ato público, no dia 9.

Nesse dia, às 7h30, haverá concentração e atividades culturais na Praça do Centro Cívico. Às 9h começam as atividades com pronunciamento das lideranças indígenas sobre o Dia Internacional dos Povos Indígenas e violações dos Direitos Indígenas. Às 10h começa a Marcha dos Povos Indígenas a ser definido no Centro Cívico.

“As organizações indígenas pedem a todas as lideranças das comunidades indígenas que tragam seus documentos de reivindicação e denúncias para sejam incluídas no documento final da Marcha, o qual será entregue a todas autoridades dos governos federal, estadual e municipal”, disse Mário Nicácio.

Na mobilização, serão discutidas as portarias 303 e 308 da AGU, com a apresentação das propostas dos povos indígenas, uma vez que encerra no dia 24 de setembro de 2012 o prazo para as entidades darem respostas à AGU sobre as referidas portarias, as quais o governo quer fazer vigorar.

A mobilização contará com a participação das seguintes entidades; Conselho Indígena de Roraima (CIR), Conselho do Povo Indígena Ingarikó (Coping), Hutukara Associação Yanomami (HAY), Associação dos Povos Indígenas da Terra Indígena São Marcos (APITSM), Associação dos Povos Indígenas de Roraima (Apirr), Associação dos Povos Indígenas Wai-Wai (APIW), Associação dos Povo Yekuana do Brasil (APYB), Organização das Mulheres Indígenas de Roraima (Omir), Organização dos Professores Indígenas de Roraima (Opir) e Organização dos Índios da Cidade (Odic).
FONTE : Folha de Boa Vista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*