PA – Ibama protege a reprodução de tartarugas e cágados no Tabuleiro do Embaubal

O Ibama começou este mês as ações de proteção à reprodução da tartaruga-da-amazônia (Podocnemis expansa), do tracajá (Podocnemis unifilis) e do pitiú (Podocnemis sextuberculata) no Tabuleiro do Embaubal, no Baixo Xingu, entre os municípios de Vitória do Xingu e Senador José Porfírio, no oeste do Pará.

Nos primeiros dias de fiscalização, os agentes vistoriaram 900 km de praias e apreenderam três espingardas, milhares de metros de malhadeiras, espinheis e seis embarcações flagradas na captura ilegal dos quelônios. Os responsáveis foram multados em R$ 207 mil e 36 tartarugas resgatadas vivas foram devolvidas à natureza.

Nesta época do ano, as três espécies de cágados e tartarugas que desovam na região começam a se dirigir às praias, conhecidas como tabuleiros, onde se reúnem em grandes grupos, antes de iniciar a postura, nos meses de outubro a dezembro. “São milhares de tartarugas expostas. É quando elas ficam mais vulneráveis e viram alvo fácil dos pescadores ilegais”, explica o coordenador da operação, o analista ambiental Rodrigo Numeriano.

Monitorada pelo Ibama, a área de reprodução no Tabuleiro do Embaubal é uma das mais importantes do país. Com o Programa Quelônios da Amazônia, o instituto maneja a desova, o nascimento e a soltura de cerca de 400 mil filhotes todos os anos. O programa tem o apoio da Norte Energia, da ONG WWF e das prefeituras de Vitória do Xingu e Senador José Porfírio.

FONTE  :   Ascom – Ibama/PA     Nelson Feitosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*