AM – Cheia no rio Negro poderá chegar a 30,27m, em virtude das chuvas

Apesar do rio Negro se encontrar há três dias com a cota estabilizada em 29, 97 metros, o nível das águas poderá subir, dependendo da quantidade de chuvas, registradas nos municípios de Barcelos, São Gabriel da Cachoeira e Santa Isabel do Rio Negro, municípios situados na calha do rio.

“A calha do rio Negro ainda está enchendo e as chuvas que ocorrem lá, influenciam diretamente o nível das águas, aqui em Manaus”, explicou o superintendente regional da Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais (CPRM), Marco Antônio de Oliveira, durante o  terceiro e último alerta das cheias divulgado na sede do órgão, localizado no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus, na manhã desta quinta-feira (31).

Segundo Marco Antônio, ainda há 30 dias de águas altas, podendo o nível do rio chegar a 30,27 metros.

“Dependendo da quantidade de chuvas, o rio poderá subir de 3 a 4 centímetros”, observou.

Marco Antônio lembrou o fenômeno ocorrido em 2009, ocasião em que o rio Negro permaneceu por 12 dias com as águas estáveis. no mês de maio.

Entretanto, as chuvas intensas durante um período de 15 dias contribuíram para que a cota do Negro elevasse, fazendo com que o rio registrasse a marca histórica de  29,77 metros, no dia 1º de junlo.

Ele também chamou a atenção para o fato de que, apesar da estabilização do nível do rio, e o índice pluviométrico que pode inferir no mesmo, é necessário que as famílias ribeirinhas atingidas pela cheia, em mais de 80% do Amazonas, sejam retiradas das áreas alagadas.

Outras Calhas
Enquanto a calha do rio Negro continua a encher, no município de Tabatinga, localizado na calha do rio Solimões, já está sendo verificada a vazante do rio.

O mesmo se dá no Sul do Amazonas, onde segundo Marco Antônio, o pico da cheia também já teria atingido o seu ápice.   

 FONTE : A Crítica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*