PA – Cheias no oeste do Pará afetam milhares de pessoas

A Defesa Civil Estadual (DCE) informou na tarde desta quarta-feira (16) que o número de pessoas afetadas diretamente pela enchente no oeste do estado do Pará aumentou e já ultrapassa 115 mil pessoas encontradas em situação de emergência.

Segundo o Capitão Arthur, da Defesa Civil, já foi feito contato com o setor de reconhecimento do Governo Federal e que, possivelmente, esta semana já sairia o parecer favorável em relação aos municípios de Monte Alegre e de Prainha. 

Para ajudar a população, foram entregues 90 metros cúbicos de madeira na última terça-feira (15) ao município de Alenquer, onde mais de 500 pessoas estão desabrigadas. A estimativa da DCE é que até o final desta semana, os municípios de Óbidos e Curuá também sejam atendidos.

Quanto ao reconhecimento da situação de emergência em Santarém, a DCE informou que o processo continua em análise em Brasília. Ainda segundo a Defesa Civil, a administração pública procura fazer as ações necessárias dentro de seus limites amenizando os efeitos da cheia.

Nesta quinta-feira (17), os rios Tapajós e Amazonas continuam atingindo cerca de 8m, podendo ultrapassar aproximadamente 50cm da cota de alerta, o que não significa que vai baixar. Apesar de existir essa possibilidade, o nível também pode subir a qualquer momento.

A Defesa Civil está em alerta, pois o nível do rio Negro no Estado do Amazonas já ultrapassou o nível marcado em 2009, alagando vários bairros de Manaus e outros municípios, o Capitão Arthur informou ainda que isso pode até afetar esta região, uma vez que o rio Negro deságua no rio Amazonas e isso provavelmente aumentará a enchente no Baixo Amazonas.

FONTE : G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.