Estação Ecológica de Maracá elabora Plano de Ação durante assembleia

O Plano de Ação do Conselho Gestor da Estação Ecológica de Maracá, que é o planejamento que estabelece estratégias, prazos e responsabilidades, foi discutido e elaborado durante a 10ª Assembleia Geral Ordinária do Conselho Gestor, que ocorreu de 28 a 30 de março, na sede da Estação de Maracá, com a participação de 40 conselheiros e convidados, além do apoio de analistas da Floresta Nacional de Roraima.

Durante o encontro foram traçadas as principais linhas de ação para os anos 2012 e 2013. Conforme o chefe da Estação de Maracá, Benjamim da Luz, os três principais eixos temáticos que compõem o Plano de Ação são: incentivar e apoiar atividades sustentáveis; elaborar e implementar os planos de comunicação e capacitação; e contribuir com o ordenamento territorial no entorno de Maracá.

“Esses eixos contribuem com a manutenção da qualidade do ambiente que circunda a unidade. As principais linhas de atuação firmadas no plano são um avanço para a gestão, que ajuda a desmistificar o papel das unidades de conservação no Estado de Roraima”, disse.

Benjamim destacou que o plano é proativo e pretende contribuir com os processos de ordenamento territorial do entorno da unidade, buscando melhorar a permeabilidade de informações entre esferas da sociedade e as de governo, atuantes no espaço de construção da conservação aliada ao bem estar social.

CONSELHOS – Os conselhos das Unidades de Conservação são fóruns de discussões de assuntos pertinentes à gestão da unidade e problemas socioambientais do entorno. Segundo o analista ambiental da Estação de Maracá, Bruno Souza, que atua como secretário executivo do Conselho, metodologias participativas contribuíram para a construção de um Plano de Ação que contempla as demandas socioambientais das comunidades do entorno.

A moderação e aplicação das técnicas participativas do evento ficaram por conta dos analistas ambientais Sylvia Chada, da Esec Tamoios (RJ) e Romério Bríglia, do Parna Serra da Mocidade (RR).

A programação contou com atividades culturais, distribuições de publicações doadas por parceiros e visita guiada ao sistema de trilhas da Estação Ecológica de Maracá, dando oportunidade aos conselheiros à experiência de contato com uma área não impactada, o avistamento de animais que em outros locais normalmente se afugentam na presença humana. O evento teve o apoio financeiro do ICMBIO e do Programa de Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA).

http://esecmaracarr.blogspot.com.br/

2 comentários em “Estação Ecológica de Maracá elabora Plano de Ação durante assembleia”

  1. Bom dia, gostaria de saber se vcs não tem o planejamento de criação da estação ecológica de maracá. Quero saber como essa UC foi criada e não estou conseguindo encontra o plano de criação dela. obrigado!

    1. Bom dia

      Os dados disponíveis sobre a ESEC MARACÁ são acessáveis no seguinte endereço:
      http://www.esecmaracarr.blogspot.com.br/p/esec-maraca.html

      Outros dados podem ser solicitados ao
      Ministério do Meio Ambiente
      Secretaria de Biodiversidade e Florestas
      Departamento de Áreas Protegidas
      Cadastro Nacional de Unidades de Conservação
      SEPN 505, Lote 2, Bloco B, Ed. Marie Prendi Cruz, sala 405 CEP 70.730-542. Brasília, DF.
      Telefone (61) 2028-2064 Fax (61) 2028-2063 – E-mail:cadastro@mma.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.