Rascunho do texto-base da Rio+20 volta a ser discutido na ONU

O primeiro rascunho do texto-base da Rio+20, cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU)  que vai debater o desenvolvimento sustentável, voltou a ser negociado informalmente nesta segunda-feira (19), em Nova York. Lançado em 11 de janeiro, o documento passou por uma primeira rodada de discussões em 25 de janeiro. A conferência está prevista para acontecer de 22 a 26 de junho, no Rio de Janeiro.  

Chamado de “Rascunho Zero”, o texto-base tem 19 páginas e foi elaborado a partir de mais de 6 mil páginas de propostas submetidas por países, organizações internacionais e sociedade civil.

Ele aborda diferentes vertentes do desenvolvimento sustentável, como a social e a econômica, e convoca os países a criar soluções para erradicar a pobreza no mundo e reduzir o impacto na biodiversidade, além de resolver questões diplomáticas como a criação de uma “agência ambiental” independente, que seria sediada no Quênia. O documento também afirma que, entre 2012 e 2015, as nações terão que criar metas para se chegar a uma economia verde.

Ações concretas
A nova rodada “informal” de discussões vai até 23 de março e deve reunir representantes de governos, empresas e agências da ONU. Na abertura do evento, o secretário-geral da Rio+20, Sha Zukang, chamou os países a consolidarem um texto “focado, ambicioso e centrado em ações concretas”. O mesmo apelo foi feito durante a primeira etapa de discussões, no final de janeiro.

“Todos sabemos que existem desafios novos e emergentes, que não eram tão urgentes em 1992 (na Rio92) como são hoje. Alguns desses desafios são o resultado da falta de vontade política para superálo-los”, disse Zukang nesta segunda-feira. “Agora, a população mundial confia em vocês – e no trabalho que vocês terão no texto-base – para mostrar o caminho para o futuro”, continuou.

No primeiro dia da nova rodada de discussões, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) liderou um dos debates e defendeu a criação de um piso de proteção socioambiental para comunidades vulneráveis, segundo a pasta.

Uma última rodada de negociações antes da Rio+20 está prevista para 23 de abril, em Nova York.

FONTE: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.