Roraima está na lista dos que mais desmatam

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou, na quinta-feira passada, que os estados que mais derrubaram árvores nos meses de novembro e dezembro passado foram Pará (58,56%), Mato Grosso (53,81%) e Roraima (29,24%). Neste período, em toda Amazônia, a área desmatada foi de 208 quilômetros quadrado, o que corresponde a 25.212 campos de futebol.

A superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Nilva Baraúna, disse que Roraima está nesse registro porque apresenta um período de desmatamento diferenciado dos demais estados. “Roraima e Amapá apresentam um período de queimada diferenciado para o uso do solo destinado para produção agrícola e pastagem. Enquanto todo o Brasil está com outra atividade, Roraima está desmatando para fazer queimada nos meses de janeiro, fevereiro e março. E, para quem faz desmatamento ilegal, novembro e dezembro são de maior pico”, explicou.

Segundo Baraúna, em 2010, em toda a Amazônia Legal, a área desmatada foi de 7000 quilômetros quadrados, sendo 256 quilômetros somente no Amazonas, representando 3,66% do total. Em 2011, caiu para 6000 quilômetros quadrados e Roraima teve uma parcela de 120 quilômetros, contribuindo com 2% da área desmatada.

Ela explicou que esse número é considerado baixo se comparado com os demais estados. O Pará desmatou 3.770 quilômetros quadrados, que representa 53,8%. Entre os estados que menos desmatam estão Tocantins, Amapá e Roraima.

Em relação às multas aplicadas pelo Ibama em 2010, somou-se um valor de R$ 92.638,411,77, enquanto que ano passado os valores ficaram em R$ 44.504.236,02. Referente aos auto de infração, em 2010 foram 290, sendo que em 2011 houve somente 255.

A superintendente disse que essas reduções, tanto nos auto de infrações como nos valores, se dão pela fiscalização intensa e as parcerias como Companhia Independente de Policiamento Ambiental (Cipa), Polícia Federal, Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh), Exército e as prefeituras que possuem suas secretarias de meio ambiente.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – As ações de educação ambiental se concentram onde o Ibama atua em suas atribuições. Além do trabalho junto às comunidades indígenas, o órgão estuda a possibilidade de levar educação ambiental para aos ribeirinhos e agricultores.

FONTE: http://www.folhabv.com.br/noticia.php?id=123843

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.