Amazonas terá centro de monitoramento capaz de enviar informações em tempo real

28 de Janeiro de 2013  - Jaime de Agostinho

O governo amazonense está construindo um centro de monitoramento hidrológico para inspeção mais apurada do clima e dos ciclos de cheia e vazante dos rios do Estado. O sistema fornecerá dados, em tempo real, para defesas civis e prefeituras sobre condições climáticas, como o volume das chuvas e cotação dos rios, com objetivo de proporcionar mais agilidade na prevenção dos eventos críticos e desastres naturais.

O centro será municiado por informações captadas de das mais de 300 Estações Hidrometeorológicas espalhadas pelos rios amazonenses. Os dados serão recolhidos pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e Agência Nacional de Águas (ANA), instituições federais incumbidas pelo quadro climático do País.

 De acordo com o secretário estadual de Mineração, Geodiversidade e Recursos Hídricos, Daniel Nava, o serviço atual permite apenas a coleta mensal de dado.

“Esses relatórios são feitos já na formação das cheias, quando você está lá no mês de março, abril, maio, quando normalmente ocorre a grande cheia no sistema Solimões-Rio Negro. Com as informações em tempo real, ao longo de todo o ano hidrológico poderemos acelerar ações, minimizar prejuízos e melhorar a gestão das nossas hidrovias”, explica.

 A inauguração do centro, que custará cerca de R$ 2 milhões, está prevista para ocorrer em dois meses. Além da instalação do sistema, o convênio prevê a montagem de 30 novas estações hidrometeorológicas. Os novos equipamentos permitirão a cobertura de dados sobre as bacias hidrográficas.

 (Agência Gestão CT&I de Notícias com informações do Agecom – AM)

 FONTE :  http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=85598


Palavras-chave: , , , , ,


Deixe um comentário

*