Suiá Missú – Desocupação de terra indígena no Mato Grosso tem confronto entre polícia e produtores

10 de dezembro de 2012  - Jaime de Agostinho

Um grupo de produtores rurais e policiais se envolveu em um confronto nesta segunda-feira (10) em Alto Boa Vista, a 1.064 km de Cuiabá. O incidente foi o primeiro desde que fora iniciada a operação para retirada dos ocupantes não índios da reserva Marãiwatsédé, no nordeste do estado, reconhecida como de propriedade dos índios xavantes. Uma agricultora passou mal durante a manifestação e desmaiou. Um policial da Força Nacional de Segurança ficou ferido.  

Desocupação de terra indígena tem confronto entre polícia
e produtores (Foto: Reprodução/TVCA)

 A confusão durou cerca de 30 minutos e foi registrada em uma propriedade distante 20 quilômetros do distrito de Posto da Mata, onde vive boa parte das famílias obrigadas a deixar a região. Foi iniciada quando um grupo de moradores deslocou-se até uma propriedade rural após saber da desintrusão. O morador não cumpriu a ordem judicial, retirando os bens do local. 

Policiais usaram balas de borracha para dispersar
produtores em Maraiwatsede (Foto: Reprodução/TVCA)

 Posseiros dirigiram-se até a porteira do imóvel rural e pedras foram arremessadas contra os policiais rodoviários e agentes da Força Nacional de Segurança em uma tentativa dos produtores de tomar as armas da equipe federal. Policiais revidaram com tiros de balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo.

O prazo para que as famílias de produtores deixassem a região de forma voluntária encerrou ainda na quinta-feira (6). Na sexta-feira (7), uma comissão reuniu-se com o comando da operação, na base do Exército em Alto Boa Vista. Pelo cronograma do governo, os grandes proprietários serão os primeiros a ser visitados. Em seguida serão os pequenos.

Para os moradores da área Marãiwatsédé falta um plano que estabeleça como ocorrerá a desintrusão. “Para onde irão as famílias?”, questiona o produtor Sebastião Prado. Os produtores dizem que irão resistir ao processo de retirada e afirmam estar prontos para confrontos na tentativa de “defender suas terras”.

VER REPORTAGM COMPLETA EM : G1 – http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2012/12/desocupacao-de-terra-indigena-tem-confronto-entre-policia-e-produtores.html


Palavras-chave: , , , , , , ,

4 Respostas para “Suiá Missú – Desocupação de terra indígena no Mato Grosso tem confronto entre polícia e produtores”


  1. joao justino da silva Disse:

    estou muito revoltado com esta decissao desse juiz e da presidente dilma e mais ainda com a presidente dilma amais mais alta altoridade do brasil que nao fez nada para ajudar aquela gente sofredora eu estou indiguinado e pra dizer a verdade estou com vergonha de ser brazileiro aqui fica oque sinto pelo brazil injustça injustiça


  2. Jaime de Agostinho Disse:

    * A equipe do ECOAMAZÔNIA esclarece que o conteúdo e opiniões expressas nos COMENTÁRIOS são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião deste ‘site”.
    Ecoamazônia


  3. luiz carlos soares Disse:

    A Verdade e uma só,o Brasil e um, pais de gente muita sem determinação sem garra pra lutarem por aquilo que querem,a corrupção vergonhoso domina o cenario politico com furtunas absudas,que são desviados todas as horas dos cofres publicos. Axo certo isso uma vergonha nacional.
    Más por outro lado somos saqueados todos os dias pelo governos com inpostos absurdos e muitos indevidos.
    Tem que ter pena de morte no brasil para ploticos corruptos,e bandidos….
    Ta ai o pessoal dessa localidade nenhum orgao publico vem a midia a dizer nada tem vergonha não querem saber de nada só de roubar Dilma você é um fracasso uma vergonha pra sociedade… Ta pior que o Lula… Outro Mentiroso que aturemos


  4. Jaime de Agostinho Disse:

    * A equipe do ECOAMAZÔNIA esclarece que o conteúdo e opiniões expressas nos COMENTÁRIOS são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião deste ‘site”.
    Ecoamazônia


Deixe um comentário

*