Suiá Missú – BRs 242 e 158 voltam a ser fechadas em área de desocupação em MT

24 de dezembro de 2012  - Jaime de Agostinho

As BRs 158 e 242, na região nordeste de Mato Grosso, voltaram a ser bloqueadas por moradores em novos protestos contra a desocupação da área indígena Marãiwatsédé. Desde a tarde de domingo (23), o tráfego encontra-se interrompido, sendo permitida apenas passagem de ambulâncias ou veículos oficiais.

As rodovias são as principais rotas de ligação com os municípios de Alto Boa Vista, Confresa e Porto Alegre do Norte. A liberação dos pontos interditados havia ocorrido ainda no sábado (15). À época, mesmo com o desbloqueio, o trânsito registrara lentidão depois que uma ponte de madeira cedeu, na BR-158, prejudicando a passagem de veículos em direção a Barra do Garças.

Parte da estrutura foi queimada e os pilares de sustentação serrados, evidenciando uma suspeita de sabotagem. Estava localizada a 25 km do distrito de Posto da Mata, em Alto Boa Vista, onde mora boa parte das famílias obrigadas a deixar a área.

A desocupação do território Marãiwatsédé chega a sua segunda semana nesta segunda-feira (24), véspera de Natal. Mesmo no período de fim de ano não diminuirá o ritmo do cumprimento dos mandados de desocupação expedidos pela Justiça e não haverá recesso, informou o Governo Federal.

Na última sexta-feira (21), ao divulgar o balanço semanal da operação, a Fundação Nacional do Índio (Funai), registrara que mesmo diante da decisão de grupos de não deixar a área, a saída voluntária da área cresceu. 

Segundo a Funai, desde o início da operação, o Incra cadastrou 194 famílias para análise de perfil com vistas ao reassentamento em programas da reforma agrária. Já foram consideradas aptas 80 famílias e as avaliações dos cadastros prosseguem, pontuou a Fundação.

Um projeto de assentamento criado em Alto Boa Vista, a 1.064 km de Cuiabá, denominado “PAC Vida Nova”, será utilizado para realocar as famílias que atualmente residem no distrito de Posto da Mata. Deve beneficiar 300 ocupantes da localidade, segundo a Fundação.

Até quarta-feira (19), foram vistoriados, pelos oficias de Justiça junto à força-tarefa do governo federal, 53 pontos de ocupação dentro da Terra Indígena Marãiwatsédé. Destes, 30 pontos já estão desocupados e encontram-se em posse da Funai.

VER MATÉRIA NA ÍNTEGRA EM : G1 – http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2012/12/brs-242-e-158-voltam-ser-fechadas-em-area-de-desocupacao-em-mt.html


Palavras-chave: , , , , , , , ,


Deixe um comentário

*