SDS inicia planejamento para operação de combate ao desmatamento no Amazonas

13 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) inicia esta semana o planejamento estadual do combate ao desmatamento previsto para acontecer até o final do ano.

As operações federais de fiscalização e combate ao desmatamento no Estado já vem sendo realizada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) desde março. Nesta semana, o Ibama divulgou o balanço parcial das operações.

Desmatamento no Amazonas se concentra sobretudo no sul do Estado

A primeira reunião para definir o cronograma estadual de ações, regiões vistoriadas e polígonos que serão inspecionados ocorreu nesta terça-feira (12). A data para o início da operação ainda não foi divulgada.

Segundo Nádia Ferreira, titular da SDS, as ações do governo estadual serão feitas em parceria entre Batalhão Ambiental, Ipaam e Ibama. Sete municípios do sul do Amazonas serão fiscalizados.

Conforme a secretária, as ações de combate ao desmatamento já vinham sendo realizadas com iniciativas de regularização fundiária e ambiental lançada os municípios do sul do Estado.

Logística

Ela afirma que série de cooperações conjuntas está sendo realizada para combater o desmatamento ilegal. Termos de compromissos foram assinados com produtos de Lábrea, Boca do Acre, Manicoré e Humaitá.

Um dos projetos da SDS, segundo Nádia Ferreira, é instalar bases no sul de Lábrea e no distrito de Santo Antônio de Matupi, onde estão as maiores frentes de derrubada ilegal de madeira.

“Para um estado com as dimensões que o Amazonas tem é muito complexa uma operação desse tipo. Agora vamos intensificar as ações que já estamos realizando”, disse.

Indagada sobre o orçamento estadual destinado às logísticas que serão implementadas nas operações, Nádia Ferreira disse que R$ 20 milhões, proveniente do Fundo Amazônia, serão utilizados em diversas ações nos municípios de Lábrea, Manicoré, Apuí e Novo Aripunã.

Quanto aos recursos estaduais, Nádia ficou de fazer o levantamento e informar ao portal. A secretária disse ainda que o Estado está elaborando um projeto para que o governo federal também entre com repasses para atuar nas ações estaduais.

Nesta terça-feira (12), a SDS postou em seu site dados do desmatamento divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), a partir de dados do satélite Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Dados

Na nota, a SDS diz que em junho de 2011, o DETER e o SAD divulgaram os alertas de desmatamento na Amazônia Legal ocorridos em maio de 2011.

O DETER aponta para um total de 268 Km² de desmatamento e o SAD para 165 quilômetros quadrados de desmatamento mais 249 quilômetros quadrados de áreas degradadas.

Ambos os Sistemas colocam o Estado do Amazonas em 4° lugar no ranking dos Estados que mais desmataram em maio de 2011.

Conforme o DETER o incremento do Desmatamento na Amazônia Legal de janeiro a maio de 2011 comparado com o mesmo período do ano anterior (janeiro a maio de 2010) foi de 108,94% (880,18 quilômetros quadrados).

No Amazonas, no período de janeiro a maio de 2011, o desmatamento representou 29,67 Km², representando um incremento de 124,77% em relação ao mesmo período do ano anterior que foi de 13,2 quilômetros quadrados.

Fonte: A Crítica


Palavras-chave: , , , ,


Deixe um comentário

*