Agenciamento de pesca ilegal é flagrado pelo Ibama na Terra Indígena Kayabi

14 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

Instalação improvisada para receber pescadores predatórios

Ibama, Força Nacional de Segurança e Polícia Federal desarticularam uma rede de agenciamento para a prática de pesca ilegal no rio Cururu, município de Jacareacanga/PA. O invasor construiu uma precária instalação comercial para receber pescadores predatórios em uma área de preservação permanente dentro da Terra Indígena Kayabi. O recurso pesqueiro é protegido por lei e é a base da alimentação dos indígenas nessa região.

Foram apreendidos pelo Ibama, diversos petrechos de pesca, dois barcos com motores, uma espingarda calibre doze, além de um gerador de energia elétrica. As instalações ilegais que serviam de apoio às invasões e à pesca predatória, foram devidamente destruídas como forma de cessar o dano ambiental que estava sendo praticado de forma continuada.

O Ibama lavrou 10 autos de infração, sendo um em desfavor do dono da instalação de apoio aos pescadores, e outros nove para cada pescador que estava praticando a infração de pesca em local proibido. A operação faz parte do plano de combate a grilagem de terras e crimes ambientais cometidos na Terra Indígena Kayabi, nos municípios de Apiacás/MT e Jacareacanga/PA.

Barco apreendido

Fonte: Ibama


Palavras-chave: , , , ,


Deixe um comentário

*