Senado aprova criação de comissão para acompanhar conflitos agrários

1 de junho de 2011  - Jaime de Agostinho

O Senado Federal aprovou ontem, terça-feira (31), por votação simbólica, a criação de uma comissão externa com o objetivo de visitar áreas de conflito rural nos estados do Amazonas, de Rondônia, do Acre e do Pará. A comissão vai ser composta por três senadores.

A preocupação principal da senadora Vanessa Grazziottin (PCdoB), autora do requerimento de criação da comissão, é com a tensão e a violência nas questões agrárias da região. Na última semana, houve assassinatos de agricultores e ambientalistas em Rondônia e no Pará.

No dia 24, os líderes extrativistas José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo foram mortos a tiros quando voltavam para casa, em um assentamento em Nova Ipixuna, no Pará. O casal havia denunciado crimes ambientais e recebera ameaças de mortes. Três dias depois, foi a vez do agricultor Adelino Ramos, conhecido como Dinho, líder do Movimento Camponês Corumbiara (MCC), em Vista Alegre do Abunã, Rondônia. Dinho levou seis tiros quando se dirigia para uma feira de produtores rurais.

No dia 28, outro agricultor foi encontrado morto no Pará. Herenilton Pereira dos Santos vivia no mesmo assentamento onde foi morto o casal de ambientalistas e teria visto dois motoqueiros suspeitos de assassinarem José Claudio e Maria do Espírito Santo.


Palavras-chave: , , , , ,


Deixe um comentário

*