IPCC: alternativas para uma matriz sustentável

25 de maio de 2011  - Jaime de Agostinho

Da Agência Ambiente Energia – Com a participação de mais de 120 especialistas de uma série de países, entre eles o Brasil, novo relatório avalia mais de 160 cenários sobre o potencial de seis tecnologias de energias renováveis para reduzir emissões de GEE: bioenergia, solar, energia geotérmica, hidreletricidade, maremotriz e eólica. O documento analisou mais de 160 cenários sobre a possível penetração das energias renováveis até 2050, considerando também aspectos ambientais e sociais. O estudo considerou quatro cenários principais, que foram analisados em profundidade.

Os pesquisadores também estudaram os desafios ligados à energia renovável e como podem ser integrados a sistemas energéticos existentes e futuros, bem como os benefícios e os custos prováveis desta maior participação na matriz energética mundial.

O documento tem como conclusão final que as energia renováveis terão uma fatia crescente no mercado de energia até 2050, contribuindo para a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE). Segundos os cenários analisados IPCC, as fontes renováveis poderão reduzir entre 220 Gt e 560 Gt (gigatoneladas) a emissão de CO2 na atmosfera entre 2010 e 2050.

Veja aqui o relatório


Palavras-chave: ,


Deixe um comentário

*