Um colombiano e três brasileiros são presos no AM com 6.500 alevinos

2 de Abril de 2011  - Jaime de Agostinho

Eles venderiam os filhotes de peixe em países vizinhos, diz Ibama. Captura de aruanã em fase de desenvolvimento é proibida.

Um colombiano e três brasileiros que praticavam pesca ilegal de alevinos (peixes ainda em desenvolvimento) da espécie aruanã (Osteoglossum bicirrhosum) foram presos no município de Fonte Boa Fonte, no centro do estado do Amazonas. Segundo o Ibama, que participou da operação junto com o Instituto Chico Mendes e a Polícia Militar Ambiental, eles foram surpreendidos num acampamento na localidade Aratizal nesta quarta-feira (30).

Os suspeitos tinham 6.500 alevinos em sacos plásticos. Os peixes eram mantidos vivos com injeções de oxigênio. Seriam transportados para Letícia, na Colômbia, e Islandia, no Peru. Apreendidos, foram devolvidos ao seu habitat natural.

Tamanho mínimo

A pesca de alevinos de aruanã é proibida. O tamanho mínimo para captura dessa espécie é de 44 centímetros. Ainda assim, segundo o Ibama, os alevinos são capturados em território brasileiro e comercializados clandestinamente no Peru e na Colômbia a um preço de R$ 2,00, depois exportados para EUA, Europa e Ásia, como se fossem legalizados, por até US$ 14,00 .

FONT: G1


Palavras-chave: ,


Deixe um comentário

*