Assembleia Indígena elege novo coordenador geral do CIR

15 de Março de 2011  - Jaime de Agostinho

Encerra-se hoje dia 15 de março de 2011 a quadragésima Assembléia Geral dos Povos Indígenas de Roraima, realizada na comunidade do Barro, terra indígena Raposa Serra do Sol, para celebrar 40 anos de luta e organização indígena no estado de Roraima.

O evento contou com mais de 950 participantes, entre lideranças de base e convidados parceiros do CIR, que ao final da assembléia realizarão a cerimônia de posse dos novos coordenadores, eleitos para o mandato de dois anos.

O jovem wapichana Mário Nicácio, da região da Serra da Lua foi eleito coordenador geral do CIR com 3.093 votos, ficando em segundo lugar, o macuxi Ivaldo André da região das Serras, com 1.232 votos, eleito consequentemente vice-coordenador, e a senhora Thelma Marques da Silva, etnia taurepang da região do Amajari, eleita secretária do Movimento de Mulheres com 3.059 votos. Os três sucederão Dionito José de Souza, Terêncio Manduca e Marizete de Souza, respectivamente.

A assembléia foi aberta na tarde de sexta-feira, dia 11 de março, com apresentações culturais de um grupo de jovens da região Surumu. Em seguida procedeu-se a apuração dos votos e publicação do resultado final das eleições. Participam do processo eleitoral do CIR, todos maiores de 14 anos, sendo a eleição realizada de forma direta nas comunidades.

No segundo dia, as lideranças fizeram um registro histórico dos quarenta anos desde a primeira assembléia geral dos povos indígenas, realizada na antiga Missão Surumu no ano 1971. Os tuxauas mais experientes, entre eles, Jacir Macuxi e Clóvis Wapichana relataram a caminhada da organização, marcada por lutas, resistência, sofrimento e, sobretudo, vitórias.

Foi destaque no discurso dos líderes a importância da organização indígena e o fato de ela ter nascido no auge da ditadura militar. Um agradecimento especial foi dedicado aos movimentos sociais e aos missionários da Diocese de Roraima, que iniciaram juntos com os tuxauas, os primeiros passos para a criação do CIR.

Dionito Macuxi fez uma exposição dos trabalhos desenvolvidos durante os últimos quatro anos a frente do Conselho. A coordenadora de mulheres Marizete Souza, que também deixa o cargo, destacou a importância da participação das mulheres em todo o processo construído nas últimas quatro décadas.

Além da sucessão, o tema meio ambiente teve grande destaque nos três primeiros dias de assembléia. O coordenador da Coiab (Coordenação das Organizações Indígena da Amazônia Brasileira), Marcos Apurinã, manifestou a necessidade de articulação nacional e internacional sobre as grandes ameaças aos territórios indígenas, citando como exemplo a hidrelétrica de Belo Monte no Rio Xingu.

FONTE: BLOG DA FUNAI – http://blogdafunai.blogspot.com/2011/03/encerra-se-hoje-dia-15-de-marco-de-2011.html 


Palavras-chave: , ,


Deixe um comentário

*